Corridas no Parque

Todos os dias costumo correr no parque, mas acaba que praticamente todos os dias acaba rolando alguma coisa a mais do que só correr, seja uma chupada ou apenas uma punheta. Aqui vou contar todas as histórias que já aconteceram nesse parque, e essa é a primeira parte.

Corro sempre no mesmo horário, essa não foi a primeira vez que aprontei algo no parque, mas uma das mais marcantes. Eu já tinha terminado de correr e decidi fazer alguns exercícios nos aparelhos que tem no parque, já era por volta de umas 7 horas da noite então o parque já não estava tão cheio, nos aparelhos tinha somente eu e mais um cara. Estava lá tranquilo, quando se aproximas dois caras, na hora percebi que eles eram gays, talvez um casal, deviam ter por volta de uns 19/20 anos, os dois magros, cabelos curtos pretos e sem barba.

Os dois se aproximaram conversando e ficaram ali no próximos aos aparelhos, na hora já imaginei pegando os dois ao mesmo tempo, mas não fiz nada, eles saíram andando e eu continuei meus exercícios, depois de uns dez minutos decido ir no banheiro do parque, que é sempre bem vazio e nunca tem ninguém. O banheiro do parque tem um mictório e duas portas, uma com um vaso, e uma vazia, provavelmente tinha um chuveiro ali. Eu entrei e fui no mictório, botei o pau pra fora e comecei a mijar assim que terminei entra um dos caras, eu virei e olhei, ele não falou nada, simplesmente veio na minha direção abaixou e abocanhou meu pau que rapidamente ficou duro na boca dele.

Ali era perigoso demais, qualquer um que entrasse veria ele me chupando, fomos pra porta onde não tinha nada, fechei a porta, ele me beijou, eu sentia nossos paus roçando um no outro, eu apertava a bunda dele pressionava meu corpo contra o dele, ele queria que comesse ele, mas não tinhamos camisinha, ao invés disso ele ajoelhou e voltou a mamar, agora tranquilamente chupava meu pau inteiro, lambia meu saco, ficava brincando com a língua na cabeça do meu pau, eu tava doido de tesão com aquilo. Estávamos tão concentrados que quase não percebemos que alguém tinha entrado no banheiro, eu coloquei o dedo na frente da boca sinalizando pra ele fazer silencio, aquilo me deu um certo medo, ele continuou me chupando, comecei a pensar se era o amigo ou namorado dele, se era o guarda do parque, eu comecei a fuder a boca com mais velocidade, avisei que ia gozar, ai que enfiou meu pau inteiro na boca, eu me contorcia de prazer enquanto enchia a boca dele. Botei o pau pra dentro da bermuda e sai do banheiro.

Como ainda era cedo voltei a fazer meus exercícios, os aparelhos estavam vazios, assim que comecei meus exercícios vejo o mesmo cara que estava fazendo exercícios comigo se aproximar dor aparelhos, eu já tinha visto ele várias vezes, ele tá sempre pelo parque, ele é moreno, um pouco mais alto que eu, tem o corpo bem definido e foi pro aparelho de frente pro meu e começou a fazer exercícios também. Eu estava de fones então demorei ate perceber que ele tava falando comigo.

Tirei meus fones e ele disse:

– Você tava no banheiro agora pouco né?

Na hora eu pensei, puta merda ele deve ter ouvido alguma coisa. Eu confirmei com a cabeça e continuei meu exercício não dando muito assunto pra ele. Ele perguntou:

– Tava dando ou comendo?

Ai que me toquei que quem entrou no banheiro aquela hora foi ele e que ele devia ter visto alguma coisa.

A história continua e vou contar em outras partes.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s